Informações:

(43) 9922-6514

Moreira e Ferreira vencem e sagram-se bicampeões em 2014

Londrinenses venceram na geral pelo segundo ano consecutivo prova que marcou o abandono prévio do favorito MRX.

Se a primeira vitória da dupla Aloysio Moreira e Osvaldo Ferreira demorou 22 anos para acontecer (eles venceram a edição de 2013), a segunda não demorou quase nada: depois de 263 voltas, 6h26min05s097 o Spyder Race n° 38 da equipe Tumiate Racing conquistou a vitória na Itaipava 500 Milhas de Londrina 2014.

 

Na largada uma surpresa: um problema na embreagem impediu Aloysio de alinhar o carro no grid, mas apesar disse, o piloto disse que não encarou como um problema grave: “Na verdade isso me deixou relaxado. Não havia o que fazer, então largar dos boxes foi positivo pois me tirou a ansiedade da largada e saindo em último lugar seria hora de melhorar meu posicionamento a cada volta, o que motivaria toda a equipe”, comentou.

 

O protótipo MRX n° 37 da equipe Hitech Racing largou na pole position e logo na primeira volta abriu 10s de vantagem em relação aos paulistas Luiz Abbade e Roberto Dal Pont a bordo do protótipo Spyder Race da equipe Arias Motorsport.

 

Na 8ª volta o Fiat Linea da equipe Cesinha Competições com Marcio Lima escapou na curva 2 do Autódromo de Londrina batendo de frente, obrigando a entrada do carro médico para retirar o piloto e consequentemente o Safety Car na pista.

 

A neutralização da prova durou até a volta 16, quando novamente o MRX guiado por Paulo Varassin abria vantagem na ponta; nesse momento Moreira já aparecia na 5ª colocação na geral.

 

O MRX n° 37 que liderava tranquilo começou a apresentar problemas na 102ª volta quando o governador do Paraná, Beto Richa guiava o protótipo. Falhando, o stint de Richa durou apenas uma hora e o carro ficou parado para que a segunda bomba de combustível fosse acionada no carro. Com isso o carro retornou 7 voltas atrás de Moreira que já aparecia na liderança.

 

Virando cerca de 5 segundo mais rápido que o protótipo n° 38, o MRX guiado agora por Lorenzo Varassin seria líder novamente bastando apenas uma questão de tempo para que acontecesse segundo a previsão da equipe: e realmente a liderança foi alcançada pouco antes da 4ª hora de prova, mas apenas por alguns minutos, já que um novo problema, agora com o alternador trazia novamente o carro para os boxes.

 

A equipe Hitech Racing trabalhou para colocar o carro na pista, mas depois de 4h de prova o carro para de funcionar na reta principal: o carro é trazido para os boxes e um furo no tanque de combustível tira definitivamente o favorito à vitória da edição 2014 da prova.

 

Apesar da liderança e sem o favorito na disputa, Osvaldo Ferreira que assumiu o comando do Spyder Race n° 38 também não teve uma prova tranquila: com cinco voltas de vantagem em relação ao segundo colocado, nesse momento os paulistas do Spyder Race n° 10 (Abbade / Dal Pont), ao mesmo tempo que o MRX recolhia, o atual líder parava nos boxes também com problemas na bomba de combustível.

 

Com a equipe Tumiate Racing trabalhando rápido, o carro foi devolvido ainda na liderança, porém com apenas duas voltas de vantagem para os paulistas.

 

Já com a noite caindo sobre a cidade de Londrina, Ferreira completou mais duas voltas até entregar o carro novamente para Moreira após a equipe realizar o reabastecimento e trabalhar na parte mecânica para sanar em definitivo o problema com a bomba de combustível ocorrido anteriormente.

 

Com chances de ameaçar o líder, o protótipo paulista da Arias Motorsport (n° 10) foi obrigado a parar nos boxes logo após o início da 5ª hora para a troca do pneu traseiro direito. Moreira aproveitou a parada não programada do segundo colocado para acelerar e abrir 10 voltas de vantagem.

 

Apenas uma quebra tiraria a segunda vitória consecutiva de Aloysio Moreira e Osvaldo Ferreira na Itaipava 500 Milhas de Londrina, mas fazendo uma pilotagem constante e tranquila, o protótipo n° 38 completou as 263 voltas na pista de Londrina depois de 6h26min38s938.

 

Os vencedores comemoraram muito a segunda vitória consecutiva na tradicional prova de longa duração do Brasil: “Esse monte de quebra que nos deixa ansioso, no nosso caso foi logo na largada, mas deu tudo certo e isso é o mais importante”, comentou Ferreira. Aloysio que também é um dos organizadores do evento ao lado de Beto Borghesi e Daniel Procópio comentou sobre a segunda vitória consecutiva na prova: “Nunca tem vitória fácil, essa corrida teve alguns aspectos mais fáceis em relação ao ano passado e outros mais difíceis. Sinceramente não esperávamos a vitória na geral, conhecemos o carro muito bem, corremos com ele a anos, é um carro muito bom mas conhecemos os limites dele e não tínhamos como superar o MRX na pista, mas dizem que a corrida só termina quando acaba né...”, finalizou.

 

O outro organizador do evento e piloto, Beto Borghesi que correr com o protótipo n° 86 ao lado do tio Luciano Borghesi e também José Virella venceu pela categoria I, mas enalteceu a vitória do amigo: “A corrida foi muito legal, e o melhor ainda vou ver o Aloysio vencer e pela segunda vez um londrinense vencer a prova em comemoração ao aniversário da cidade de Londrina”, comentou. “Correr e organizar o evento não é fácil; estava tão cansado que quando entrei no carro que relaxei e descansei! A prova foi muito positiva, meus companheiros me ajudaram muito e tenho muito a agradecer, além de correr ao lado do meu tio (Luciano) que aos 78 anos ainda pilota em alto nível é muito gratificante, e posso dizer que ele terminou a prova melhor fisicamente do que eu”, brincou Beto.

 

Cruzando a linha na segunda colocação na geral, Luiz Abbade e Roberto Dal Pont conquistaram a vitória pela categoria II: “Conhecíamos o potencial do carro do Sr. Chico (Tumiate) que sempre foi muito rápido, mas estávamos nos preparando a uns três meses para essa prova; sabíamos que dificilmente ganharíamos na geral, mas no final o resultado foi muito bom a vitória na categoria e toda equipe está de parabéns”, comentou Abbade. Seu companheiro comentou sobre o forte calor e o não desgaste do carro apesar disso: “O carro praticamente não sofreu desgaste, ficamos muito surpreso com isso e inclusive conseguimos virar muito rápido no final da prova”, finalizou. Famoso preparador paulista, Juan Arias que empresa seu sobrenome à equipe comentou: “Essa foi a primeira vez que participamos da prova, temos muito que aprender e trabalhar, mas gostamos muito daqui e já prometo voltar em 2015 e muito melhor, podem esperar”, finalizou o preparador.

 

Na categoria IV a vitória ficou com o Aldee n° 40 da equipe Semage guiado pela família Pardo: Diego Pardo, Admir Pardo e André Pardo; o Vectra GT da equipe Chevrolet / Barhdal Team guiado por Carlos Padro, Fernando Rebellato, Ricardo Dilser e Ronald Nascimento venceu na categoria V.

 

Fazendo questão de ano após ano prestigiar a prova, Algacir Sermann levou seu VW Gol n° 30 da equipe Sermann Racing que dividiu com Beto Cazuni e Rodrigo Tassi a vitória na categoria VI. Tendo Leandro Totti, campeão de 2014 da Fórmula Truck como chefe de equipe, Leo Yoshi e Peter Pfeiffer venceram na categoria VII com o Spyder Race n° 78.

 

A bordo do VW Gol n° 98 da equipe Magal Competições, Adriano Barbosa e Lucas Inoue conquistaram a vitória na categoria VIII; o carro seria originalmente guiado por Marcio Ymagaya (o Magal) que mudou para o VW Gol n° 777 e terminou a prova em 5º lugar na categoria, mas ficou muito feliz pelo resultado dos companheiros.

 

Confira o resultado final da edição 2014 da Itaipava 500 Milhas de Londrina:

 

Pos No. Class Piloto Vts T. Total Gap Melhor Na

1 38 C A.Moreira/O.Ferreira 263 6:26:38.938 10 Laps 1:19.920 33

2 10 CB R. Dal Pont/L. Abbade 253 6:27:01.929 3 Laps 1:23.338 20

3 113 C G.Pinheiro/C.Silva 250 6:27:02.586 4 Laps 1:24.309 53

4 40 D D. Pardo/A. Pardo/ A. Pardo 246 6:27:11.301 3 Laps 1:27.481 99

5 78 G L.Yoshi/P.Ferter 243 6:27:03.107 5 Laps 1:24.157 77

6 73 GB V. Palma/P.Tortaro/L.Totti 238 6:27:21.739 1 Lap 1:25.999 143

7 86 GABC L. Borghesi/B. Borghesi/J.Neto 237 6:27:10.099 34.843 1:25.520 233

8 98 H L.Inoe/A.Barbosa 237 6:27:44.942 4 Laps 1:33.397 56

9 77 GAB L.Fendrich/J.Bueno 233 6:22:30.550 2 Laps 1:24.378 49

10 7 G M.Marcondes/C.Leoni 231 6:27:21.998 4 Laps 1:25.350 136

11 33 D R. Bau/I. Zorning/A. Moraes 227 6:27:17.664 1 Lap 1:28.153 34

12 45 H W. Michaelis/Andre/Marcelo 226 6:27:21.513 1 Lap 1:35.966 44

13 75 H W.Berveglierie/F.Donner/Romera 225 6:27:45.389 2 Laps 1:35.509 35

14 140 H D. Pardo/T. Fuck/A. Espoladore 223 6:27:37.398 2 Laps 1:34.248 203

15 52 E Prado/Rebellato/Dilser/Funari 221 6:26:42.928 1 Lap 1:29.502 97

16 777 H M.Ymagava/R.Pfeifer 220 6:27:29.082 5 Laps 1:32.649 211

17 206 E G.Kiryla/C.Kiryla/M.Karan 215 6:14:07.855 2 Laps 1:31.713 142

18 18 HE C.Moises/S.Alves 213 6:27:10.882 9 Laps 1:37.003 81

19 5 H R. Moreira/H. Moreira 204 6:27:18.251 24 Laps 1:35.875 98

20 360 H V. Gontijo/A. Salum/R.David 180 6:28:02.484 15 Laps 1:41.524 76

21 30 F B. Cazumi/A.Sermann/R.Tassi 165 5:29:03.731 8 Laps 1:25.455 29

22 107 D J.Weiller/A.Muniz 157 6:26:44.265 4 Laps 1:24.926 29

23 37 A P.Varassim/L.Varassim/B. Richa 153 4:08:39.113 7 Laps 1:15.434 141

24 51 F Prado/Rebellato/Dilser/Funari 146 6:27:48.663 3 Laps 1:28.848 125

25 27 CB R. Marilia/P. Pimenta/M. Muniz 143 5:39:08.956 71 Laps 1:24.151 20

26 58 CA Bley Jr/C. Simao/ V. Simao 72 4:22:59.299 46 Laps 1:24.220 56

27 207 F M. Karam/J. Cordova 26 58:13.872 16 Laps 1:27.572 18

28 333 D R. Schuhli/R. Schuhli 10 17:29.636 2 Laps 1:37.532 6

29 17 E M. Lima/B.Richa/Bonilha 8 12:27.493 8 Laps 1:31.233 8

30118CD. Arraz/A. Souza10:21.552

 

 

Em sua 23ª edição contou com patrocínio de Itaipava e apoio de Hotel Crystal, Hospital do Coração de Londrina, gustavo fadel webdesign, Guinchos Londrina, Citröen Vernie, TV Tarobá, Midiograf, Bravo Comunicação, Folha de Londrina, Prefeitura de Londrina e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo e Confederação Brasileira de Automobilismo.