Informações:

(43) 9922-6514

Muniz quebra recorde de mais jovem piloto da prova

Jovem paulista quebra recorde que pertencia a piloto da casa e já durava 7 anos.


O jovem piloto paulista Matheus Muniz quebrou o recorde como piloto mais jovem das 500 Milhas de Londrina ao disputar a edição de 2014 aos 16 anos (5.977 dias de vida).

Muniz que participou a bordo de um protótipo Spyder Race da equipe Cesinha Competições com os experientes Pedro Pimenta e Renato Marlia derrubou o recorde que pertencia a Henrique Moreira desde 2007, quando aos 16 anos (6.056) o londrinense tornou-se o mais jovem piloto a disputar a tradicional prova.

Ambos os pilotos conversaram momentos antes da largada, e Moreira brincou: “Sério que derrubaram meu recorde? Poxa, que pena... mas é isso aí, durou 7 anos e foi bem bacana. Desejo muita sorte ao Matheus e acredito que cada ano pilotos mais jovens se interessem em disputar a prova e isso é motivador. Agora que não tenho mais esse recorde, vou precisar vencer a corrida para colocar novamente meu nome na prova”, finalizou o piloto que disputou a edição a bordo do Fiat Palio n° 5 da equipe 2RH Moreira dividindo a pilotagem com o pai e o irmão.

Para Muniz que teve na edição de 2014 da Itaipava 500 Milhas de Londrina seu primeiro contato com as provas de endurance, quebrar esse recorde foi inesperado: “Realmente não esperava isso! Fiz um teste com o carro para me adaptar mas essa é minha primeira corrida de longa duração. Espero acima de tudo aprender muito e extrair o máximo de conhecimento dos meus companheiros”, finalizou o piloto que no último ano disputou o Campeonato Paulista de Fórmua 1600. 

Na prova, o carro n° 27 do trio paulista teve problemas e abandonou depois de 143 voltas, finalizando em 4º lugar na categoria III e 5º na categoria II.

Em sua 23ª edição contou com patrocínio de Itaipava e apoio de Hotel Crystal, Hospital do Coração de Londrina, gustavo fadel webdesign, Guinchos Londrina, Citröen Vernie, TV Tarobá, Midiograf, Bravo Comunicação, Folha de Londrina, Prefeitura de Londrina e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo e Confederação Brasileira de Automobilismo.