GAÚCHOS VENCEM AS 500 MILHAS DE LONDRINA

Inicial » GAÚCHOS VENCEM AS 500 MILHAS DE LONDRINA

Os irmãos Gustavo e Rafael Simon largaram na pole position e lideraram 234 das 263 voltas disputadas

LONDRINA (PR) – Os gaúchos dominaram a 28ª edição as 500 Milhas de Londrina, disputada neste sábado no Autódromo Ayrton Senna. Os irmãos Gustavo e Rafael Simon, de Palmeiras das Missões, largaram na pole position e lideram 234 das 263 voltas disputadas. Eles só não estiveram na ponta da volta 37 a 66. Eles perderam a liderança no primeiro pit stop para os paulistas José Fortes/Emílio Ianez/Henrique José e recuperaram no segundo pit. Só eles ocuparam a primeira colocação.

Em segundo lugar se classificou o trio londrinense formado por Luciano Borghesi, Cláudio Ramos e Beto Borghesi, que receberam a bandeirada a 7 voltas dos vencedores. Na terceira colocação se classificou a dupla Eduardo Pimenta de Souza/Miguel Galli, de Foz do Iguaçu.

Gustavo Simon, que pilotou o Protótipo MRX na parte final da prova destacou a primeira vitória da dupla em uma prova longa. “É algo sensacional. Já tínhamos ganhado e fomos campeões brasileiro de Endurance na nossa categoria, mas na Geral é nossa primeira vitória. Tivemos um bom desempenho, mas a corrida foi muito difícil. A primeira e a segunda parte foi muito forte. Os adversários imprimiram um ritmo que nos forçou a pisar fundo. As entradas do Pace Car também fizeram com que tivemos que pisar tudo no acelerador para recuperarmos a vantagem que tínhamos até a intervenção na prova. Na parte final ficou um pouco tranqüilo. Faltando 20 voltas, pude sentir que a vitória estava perto. Era só preciso manter uma tocada segura e torcer para que o carro não quebrasse. Felizmente tudo correu bem e estamos comemorando a vitória”, salientou Gustavo.
Já Rafael Simon diz que o calor foi um forte adversário. “Somos do Sul e aguentar seis horas de corrida é muito difícil. Viemos a Londrina para testar o motor em uma prova longa, de tradição. Pelo jeito foi aprovado, com pole e vitória. Essa prova é sensacional. Nossa estratégia, com o Gustavo abrindo e fechando a corrida, foi perfeita”, falou Rafael.

Falando pelos vice-campeões, Luciano Borghesi, de 83 anos, disse que a prova foi sensacional, com o segundo lugar na Geral e campões no Grupo I e III. “Foi muito boa, só alegria. Só a ameaça de chuva na largada que complicou um pouco”, destacou Luciano Borghesi.
Pimenta e Galli consideraram o terceiro lugar um grande resultado, principalmente porque tiveram um pneu furado e andaram com pneus mais duros. “Foi uma corrida complicada, mas valeu a pena. Temos que comemorar este terceiro lugar e o segundo lugar nos Grupos I e III”, diz Miguel Galli, enquanto que Eduardo Pimenta saliente que se não você o pneu furado, dava para ter conquistado o segundo lugar na classificação geral.
As 500 Milhas de Londrina teve promoção e organização de Beto Borghesi e Aloysio Moreira, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Resultado final das 500 Milhas de Londrina
1º) 56 – Gustavo Simon/Rafael Simon (B), Protótipo MRX, 263 voltas em 6h25m28s798
2º) 34 –Luciano Borghesi/Cláudio Ramos/Beto Borghesi (C/A), Protótipo H1R, a 7 voltas
3º) 110 – Eduardo Pimenta de Souza/Miguel Galli (C/A), Protótipo Spyder, a 10 voltas
4º) 38- Luiz Bley Júnior/Leonardo Yoshi/Aloysio Moreira (C/A), Protótipo Spyder, a 12 voltas
5º) 40 – Diego Pardo/Admir Pardo/André Pardo (D), Protótipo Aldee, a 23 voltas
6º) 77 – Edras Soares/Juarez Soares/Esdras Soares (A), Protótipo, a 26 voltas
7º) 66 – Alejandro Cignetti/Vander Penques (C), Protótipo, a 27 voltas
8º) 30 – Algacir Sermann/Fábio Tokunaga (F), Gol, a 35 voltas
9º) 10 – Luiz Ferreira/Rodney Grandizoli (G), Gol, a 43 voltas
10º) 74 – Luiz Abbad/Sérgio Martinez (C/B/A), Protótipo Spyder, a 50 voltas
11º) 23 – Gustavo Moreira/Thiago Scarpetta/D. Prazeres (G), Gol, a 67 voltas
12º) 146 – Franco Dauer/Fernando Fernando Dauer/Rodrigo Bonoro (F), Gol, a 93 voltas
13º) 11 – José Fortes/Emílio Ianez/Henrique José (B), Protótipo H1R, a 97 voltas
14º) 73 – José Neto/Leandro Totti (C), Protótipo
Spyder, a 119 voltas
15º) 83 – Luiz Barcellos/Vitor David/Renato David (F), Alfa Romeo, a 191 voltas
16º) 46 – Roberto Perez/José Córdoba (B), Protótipo, a 201 voltas
17º) 75 – Marcos Romera/Werner Berveglieri/Anderson Garcia/Matheus Souza (G), Gol, a 234 voltas
18º) 107 – João Weiller/José Ademir de Carvalho (E), Puma, a 238 voltas

Classificação por categoria/Grupos
Grupo I
1º) 34 –Luciano Borghesi/Cláudio Ramos/Beto Borghesi (C/A), Protótipo H1R
2º) 110 – Eduardo Pimenta de Souza/Miguel Galli (C/A), Protótipo Spyder
3º) 38- Luiz Bley Júnior/Leonardo Yoshi/Aloysio Moreira (C/A), Protótipo Spyder
4º) 77 – Edras Soares/Juarez Soares/Esdras Soares (A), Protótipo
5º) 74 – Luiz Abbad/Sérgio Martinez (C/B/A), Protótipo Spyder

Grupo II
1º) 56 – Gustavo Simon/Rafael Simon (B), Protótipo MRX
2º) 74 – Luiz Abbad/Sérgio Martinez (C/B/A), Protótipo Spyder
3º) 11 – José Fortes/Emílio Ianez/Henrique José (B), Protótipo H1R
4º) 46 – Roberto Perez/José Córdoba (B), Protótipo

Grupo III
1º) 34 –Luciano Borghesi/Cláudio Ramos/Beto Borghesi (C/A), Protótipo H1R
2º) 110 – Eduardo Pimenta de Souza/Miguel Galli (C/A), Protótipo Spyder
3º) 38- Luiz Bley Júnior/Leonardo Yoshi/Aloysio Moreira (C/A), Protótipo Spyder
4º) 66 – Alejandro Cignetti/Vander Penques (C), Protótipo
10º) 74 – Luiz Abbad/Sérgio Martinez (C/B/A), Protótipo Spyder
5º) 73 – José Neto/Leandro Totti (C), Protótipo
Spyder

Grupo IV
1º) 40 – Diego Pardo/Admir Pardo/André Pardo (D), Protótipo Aldee

Grupo V
1º) 107 – João Weiller/José Ademir de Carvalho (E), Puma

Grupo VI
1º) 10 – Luiz Ferreira/Rodney Grandizoli (G), Gol
2º) 23 – Gustavo Moreira/Thiago Scarpetta/D. Prazeres (G)
3º) 75 – Marcos Romera/Werner Berveglieri/Anderson Garcia/Matheus Souza (G)

Grupo VII
8º) 30 – Algacir Sermann/Fábio Tokunaga (F), Gol
12º) 146 – Franco Dauer/Fernando Fernando Dauer/Rodrigo Bonoro (F), Gol
15º) 83 – Luiz Barcellos/Vitor David/Renato David (F), Alfa Romeo

Rolar para cima